Troque o sal por temperos naturais

imagem_noticia

10/12/2013

Conhecido vilão da saúde, o sal em excesso faz mal principalmente para quem sofre de pressão alta, mas também pode acarretar problemas renais, cardiovasculares e inchaço. Por isso, evitar a ingestão do tempero é uma decisão acertada, e a solução para não deixar a comida insossa é trocar o sal por temperos naturais.

Alecrim: Ideal para dar sabor a sopas, ovos, peixes, legumes e vegetais em geral, como berinjela, tomate, batata e couve-flor. Pode ser usado também em carne de porco e de ave. Estimula a circulação e a digestão.

Alho e cebola: Podem ser usados no preparo de quase todos os pratos. O alho ajuda a controlar a pressão e os níveis de colesterol. A cebola diminui os riscos de trombose e aterosclerose. A dupla também pode prevenir contra alguns tipos de câncer, como o de pulmão, estômago, próstata e fígado.

Hortelã: Geralmente, é usada em pratos árabes, como quibe e tabule. Confere sabor também a sucos e chás gelados, vinagrete e saladas verdes. Combate dor de estômago, tem ação diurética e digestiva.

Cebolinha: Vai bem em molhos, patês, massas, omelete, gratinados, carnes e peixes. Contém vitaminas A e C, auxiliando no combate contra gripes e doenças respiratórias em geral. Também facilita a digestão.

Coentro: Ideal para peixes, carnes, sopas e legumes. Fonte de cálcio, fósforo, ferro e vitamina C. Indicado em casos de diarreia, além de ser um excelente vermífugo e estimulante das funções digestivas. Também ajuda a disfarçar o hálito, quando mastigado imediatamente após o consumo de alho.

Manjericão: Dá à comida um aroma agradável e inconfundível. É bom para temperar frango, sopas, massas e molhos à base de tomate, além de realçar o sabor de recheio de pizzas. Tem ação diurética, auxilia no tratamento do diabetes, acelera a cicatrização da pele e ainda protege contra desconfortos intestinais.

Manjerona: Indicada para o preparo de arroz e legumes cozidos. Como o sabor é picante, coloque-o na comida depois de pronta. Estimula a digestão e tem efeito calmante.

Orégano: Muito usado para aromatizar pizzas, pães, feijão-branco, molhos à base de tomate, omelete, assados, peixes, aves e queijos para aperitivos. Seus princípios ativos ajudam a combater enjoos e gases. Também é diurético e expectorante.

Salsa: Pode ser usada em qualquer tipo de prato, especialmente em carnes, legumes, saladas, sopas e molhos. É rica em vitaminas A e C e minerais. Protege o sistema urinário, combate o inchaço e a anemia, além de possuir ação diurética e digestiva.

Tomilho: Pode ser usado para aromatizar carnes, cozidos, molhos e pães. Também acentua o sabor de peixe e frango. Rico em magnésio, vitaminas C e do complexo B, esse tempero é digestivo, reduz o colesterol e previne o envelhecimento precoce.

Projeto e execução: Crystalino